Rejuvenescimento

O avanço tecnológico na dermatologia levou ao desenvolvimento de procedimentos minimamente invasivos para tratar a pele envelhecida , melhorando sua estrutura, funções e funcionamento.Em duas décadas houve um grande avanço em técnicas de laser, ultrassom, fontes de luz e radiofreqüência. O que se denomina rejuvenescimento da pele, é na verdade, uma forma controlada de causar lesão e cicatrização na pele, tendo como resultado clínico uma aparência mais jovem após a reparação cutânea. A evolução da tecnologia acompanhou os passos da dermatologia, criaram-se os lasers não-ablativos, os fracionados e outras fontes de luz, que proporcionaram mais conforto ao médico e ao paciente, pois reduziram o tempo de recuperação, com menos dor e resultados fantásticos.Os lasers fracionados produzem dano parcial, em micropontos, favorecendo uma rápida reepitelização e também remodelação dérmica.

Além destes lasers, foram desenvolvidas diferentes tecnologias, tais como luz intensa pulsada (LIP), radiofreqüência (RF) monopolar e bipolar, fracionada (E-matrix) ou contínua e agora o ultrassom microfocado (Ulthera). Combinações entre essas técnicas são empregadas utilizando princípios biológicos distintos.

O conceito de fotorejuvenescimento vem se desenvolvendo rapidamente  nos últimos anos.

A Clínica Bettina Sanson está equipada com aparelhos de última geração, tais como Laser Pixel, Luz intensa pulsada, Laser YAG (microvarizes, micose de unhas e pêlos), Soprano XL (depilação sem dor), Accent XL (remodelação de colágeno), Ultra Accent (gordura localizada), Ulthera (flacidez), E-matrix (cicatrizes, rugas e estrias), Fototerapia com LEDs (acne, colágeno e câncer de pele).

Fonte: Soc. Bras. de Cirurgia Dermatológica