Laser proporciona inúmeros procedimentos dermatológicos de forma indolor

A plataforma SPECTRA XT é utilizada desde tratamentos de melasma, rejuvenescimento, até remoção de tatuagens

A tecnologia vem sendo aliada da dermatologia, já que apresenta cada vez mais equipamentos que proporcionam eficácia em procedimentos para a pele. Os lasers são referência nesse assunto, sendo utilizados para diversos tratamentos, mas a novidade do mercado é o SPECTRA XT, uma multiplataforma a laser que proporciona o maior número de indicações clínicas e estéticas.

O equipamento permite que o médico dermatologista utilize o laser para mais de 15 problemas de manchas na pele, incluindo melasma, remoção de tatuagens, além de rejuvenescimento facial, olheiras, efélides (sardas), acne ativa, queloides, micose de unha, entre outros tratamentos.

A médica dermatologista Bettina Sanson, da Clínica Bettina Sanson, explica que a única contra indicação do SPECTRA é remoção de machas de sol para fototipos muitos altos, porque existe o risco de hiperpigmentar. “Para os demais tratamentos, como rejuvenescimento, fungos de unha, entre outros, todos os fototipos podem realizar” ratifica a médica. Além disso, a sessão é muito rápida, com duração máxima de 20 minutos e, na maioria da vezes, o pós-tratamento é simples somente com o uso de protetor solar.

“Os tratamentos são em geral indolores, havendo um pequeno incômodo somente na remoção de fungos da unha e tatuagens, e por isso utilizamos um anestésico ou bloqueio, além da indicação do uso de um corticoide após a sessão com o laser” complementa a médica. Cada procedimento e tipo de pele possui um protocolo de tratamento, que varia de caso a caso, conforme indicação do médico dermatologista.

Rejuvenescimento