Sinais na pele podem indicar diversos tipos de câncer além do melanoma

Cânceres de mama, pâncreas e fígado são um dos tipos de trauma que apresentam alterações na pele

Todos os anos, 8,8 milhões de pessoas morrem de câncer em todo o mundo, no Brasil o número de mortes chega a 223,4 mil, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Os números ainda são considerados alarmantes se levarmos em conta a quantidade de alertas que são emitidos por médicos e órgãos especializados quanto as prevenções e autoexames, que auxiliam no diagnóstico precoce e no tratamento do câncer.

Especialistas apontam que diagnósticos precoces aumentam as chances de controle e cura das doenças em até 70%, mas para que isso ocorra é essencial visitas frequentes ao médico e atenção à sinais que o corpo pode apresentar. A médica dermatologista Dra. Bettina Sanson, integrante da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica, alerta que diversos sintomas que podem indicar a presença de um tumor podem ser facilmente observados pelos pacientes. “São dicas simples que, quando observadas antecipadamente e rapidamente, procurar ajuda médica poderá diagnosticar precocemente um tumor e tratá-lo. O importante é buscar ajuda imediatamente, assim que um sinal diferente apareça no corpo”, destaca Sanson.

Como identificar os sinais que o corpo dá?

São diversos os alertas que o corpo humano nos dá quando algo está errado e alguns sinais são fáceis de reconhecer, sem muito esforço ou exame especifico. Cânceres de mama, pâncreas, fígado, além de leucemia e lúpus apresentam sinais na pele, além de sinais específicos de cada um dos traumas. “São manchinhas de cores, tamanhos e formatos específicos ou até mesmo elevações na pele que podem te alertar que algo pode estar errado em seu corpo e que você precisa buscar ajuda”, alerta Sanson.

O câncer de mama, um dos que mais mata mulheres no mundo todo, apresenta edemas (inchaço) da pele e eritema (vermelhidão) na pele, geralmente próximos à região da mama. Já o câncer de pâncreas causa o amarelamento da pele, além de coceira intensa, assim como o câncer de fígado, que apresenta também veias dilatadas e visíveis através da pele na região do abdômen.

Já a leucemia apresenta manchas roxas ou pontinhos vermelhos na pele como um de seus principais sintomas, já que o tumor está diretamente ligado ao sangue. Outro trauma que apresenta lesões severas na pele é o lupus, com erupções cutâneas, vermelhidão e inflamações na pele.

Um último alerta que a Dra. Bettina Sanson destaca são feridas que nunca cicatrizam na pele. “Esse é um sintoma importante! Caso você possua feridas que demoram mais de um mês para cicatrizar, procure um médico. Isso pode ser um sinal de que o seu sistema imunológico está com problemas, significando um número baixo de plaquetas”, alerta Sanson.

Agende a sua visita e previna-se!

Clínica Bettina Sanson
Telefone: (41) 3024-2240
Rua Bruno Filgueira, 369, 5º andar, Curitiba (PR) – Brasil
www.facebook.com/clinicabettinasanson